Siga-nos no
Cultura

Dança

Danses polynésiennes dont le tamure en Polynésie française
© tim-mckenna.com

Dança tahitiana ou 'Ori Tahiti!

Na Polinésia pré-europeia, as danças "eram muitas e variadas" (W. Ellis, 1831), mas conhecemos pouco sobre elas. Tudo o que sabemos é que homens e mulheres dançavam, em conjunto ou separadamente. Certas danças eram realizadas em pé e outras, sentado. Os músicos costumavam acompanhar as danças com um número limitado de instrumentos, essencialmente, o pahu (tambor com duas peles) e vivo, uma flauta nasal.

Associada à nudez e à tatuagem e, portanto, "atrevida", a dança foi proibida pelos missionários. Foi só na década de 50 que essa arte ancestral encontrou seu lugar novamente entre os costumes da Polinésia, e renasceu graças à transmissão oral e escrita de viajantes.

 

Tipos de dança

Na dança tahitiana moderna existem quatro tipos de dança.

  • Otea: deve ter sido, originalmente, uma dança militar, reservada para os homens. Tornou-se a mais famosa das danças do Tahiti. É coreografada com base em um tema, e seu acompanhamento musical é realizado com percussão, sendo constituída de elementos rítmicos chamados pehe.
  • Aparima: nessa dança, as mãos dos dançarinos mimetizam a história. A aparima pode ser vava (silenciosa) e consistir em performance teatral, geralmente realizada de joelhos e acompanhada por percussão, ou pode ser cantada, aparima himene, e os movimentos são feitos no mesmo tempo do canto, que é acompanhado por instrumentos de corda.
  • Hivinau: durante essa coreografia, dançarinos e dançarinas serpenteiam em círculo e um solista entoa uma frase que o coro retoma. A orquestra é composta de vários tambores e o ritmo é mantido pelas canções dos dançarinos.
  • Pa’o’a:essa dança parece derivar dos movimentos usados para fazer tapa (um tipo de papel apergaminhado). Dançarinos e dançarinas agacham-se em um semicírculo. Um solista entoa um tema ao qual o coro responde. Um casal se levanta e realiza uma curta dança em círculo, ao som de ‘hi’s e ‘ha’s.

Os outros arquipélagos foram fortemente influenciados pela dança do Tahiti, mas preservaram algumas de suas próprias danças, como a dança do pássaro nas Marquesas, kapa nas Tuamotus e pe’i nas Gambiers.

Instrumentos tradicionais

A orquestras de hoje usam percussão e instrumentos de corda. Entre a percussão encontra-se o to’ere; o fa’alete; o pahu, com duas peles e tocado com uma batuta e o pahu tupa’i rima, com uma pele, tocado com as mãos. Os instrumentos de cordas são o ukulele e o violão.

Outros instrumentos que haviam desaparecido há muito estão ressurgindo progressivamente, como o ihara, um tambor feito com um pedaço de bambu e o vivo, a flauta nasal. Finalmente, todos os tipos de sons são obtidos com ruídos de pedras, conchas e usando penu (pilão) ou cocos.

close